Quase mil pessoas acompanharam as Mostras de Teatro da Fábrica Sonhos

Cada grupo, a partir do segundo ano de teatro é convidado a organizar um material cênico para apresentar na mostra.

DSC_0045As mostras iniciaram na cidade de Farroupilha, e foi divida em três noites. As duas primeiras aconteceram na UCS Farroupilha, nos dias 25 e 26 de novembro e reuniu cinco grupos, vindos do Centro Ocupacional Senador Teotônio Vilella, Casa da Criança Odete Zanfeliz, Escola Antonio Minella e Contraturno do Bairro Primeiro de Maio. A terceira noite aconteceu na Casa de Cultura, no centro da cidade e reuniu o grupo da Casa de Cultura e o GFAC – Grupo Farroupilha de Artes Cênicas.

Manuel e Manuela

Algumas novidades surgidas na edição passada da Mostra como exposições visuais e o prêmio de ator e atriz revelação da noite, seguiram em 2014. A exposição mostrou um apanhado dos grandes encenadores da atualidade buscando ampliar o conhecimento dos pequenos sobre as referencias da arte teatral. A premiação de ator e atriz revelação da noite e aluno destaque da unidade reconheceram a dedicação dos alunos este ano.

10013849_639066772880431_7383106553715396384_nElisangela Rita Girelli foi a aluna destaque na escola Antonio Minella. No Centro Ocupacional o prêmio foi dividido entre as alunas Jenifer Rodrigues, Clécia de Cândido Farias e Tatiane Vargas Gnick. No contraturno do Bairro Primeiro de Maio o prêmio ficou com Yuri Proença e na Casa da Criança com Jenifer Silva Jonson.  O Prêmio Destaque, reconhece o esforço e a dedicação do aluno ao longo do ano. Já o prêmio de ator e a atriz revelação da noite aponta os destaques da cena. Na primeira noite Yuri do Contraturno Primeiro de Maio foi premiado pela representação do personagem Bruno Gabriel da peça Quem um dia irá dizer e Tatiane do Centro Ocupacional pela representação da personagem Ana na peça Sobre sonhos e portas fechadas. Na segunda noite, Gustavo Palavro da escola Antonio Minella ficou com o prêmio pelo Contador de histórias de Manuel e Manuela e Jenifer Jonson pela representação de Sganarello em O Médico a Força.   

10371982_639066756213766_466297693435146813_n Na Casa de Cultura, alem da apresentação de Dona Otília lamenta muito encenada pelo grupo Teatro dos Vitrais, a noite contou com a Loja de Chapéus e Dá licença por Favor ambas do GFAC – Grupo Farroupilha de Artes Cênicas. Foi a primeira utilização da casa como espaço de representação cênica com toda a estrutura de som e luz de um espaço convencional.

Em Pareci Novo a Mostra levou a cena três grupos para um público de quase 200 pessoas na Escola Beato Roque. Vinte e cinco alunos com idades entre 8 a 16 anos divididos em três grupos subiram ao palco para mostrar suas criações. DSC_0203Três peças apresentaram na noite do dia 05 de dezembro: o grupo Criativos da Hora apresentou Coleção de Nariz, o Grupo de Pernas pro Ar Os três conselhos e o grupo Tá na Manha apresentou O livro dos Mortos. A mostra no Pareci Novo inaugurou um novo ciclo de aulas. Sob a coordenação do professor Roger Scapinello muitos alunos subiram ao palco pela primeira vez.

DSC_0056

As mostras envolveram mais de 150 alunos, divididos em dez grupos de teatro, que apresentaram suas criações em quatro noites, em duas cidades, para um público de quase mil pessoas.

            

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>